Acompanhe:
Categoria:

Moda e Beleza

    Estilo Moda e Beleza

    Unhas Stiletto: o guia definitivo das unhas pontudas

    unhas stiletto como cuidar

    De longe, as perguntas e comentários que eu mais recebo na vida são sobre as minhas unhas stiletto. Já me pararam inúmeras vezes na rua pra perguntar se elas são de verdade, se dão muito trabalho e pelo amor de Deus como eu não me mato arranhada com elas? Então, depois de muito tempo, eu finalmente consegui elaborar o Guia das Unhas Stiletto, pra tirar todas as suas dúvidas!

    O que são:

    Unhas Stiletto, como o próprio nome diz, são unhas longas e pontudas, praticamente garras afiadas que remetem ao salto dos sapatos de salto fino. Ao contrário da primeira impressão, elas não precisam ter pontas extremamente finas e nem 15cm de altura. Dá, sim, pra ter unhas stiletto curtas, mas é importante entender que o “curto”, aqui, nunca vai significar “na carne”. Se você quiser adotar este estilo, abandone o cortador.

    Como fazer:

    Se você cortou as unhas recentemente e elas estão sem cumprimento NENHUM, vá lixando e deixando-as redondas conforme elas crescem. Esse começo é sempre feinho, e ter paciência para que suas unhas cresçam é fundamental. Como elas estarão arredondadas, sempre que lixar você vai começar pela base, ou seja, o mais perto da carne possível, e irá afinando suas unhas da base até a ponta, que deve ser a parte mais fina. Não se preocupe se você não acertar logo de primeira, moldar as unhas é sempre a parte mais difícil! Enquanto com as unhas quadradas a lixa só serve para diminuir e dar aquela acertada, as unhas stiletto precisam ser esculpidas.

    Dá trabalho?

    esta foto também está no Instagram | @marcelafabreti

    Sim, MUITO. Provavelmente é o estilo mais trabalhoso de todos, porque precisa de manutenção constante para não perder a forma. Pensa comigo: se o formato dela começa pela base, e é a base que cresce, em algumas semanas o que você tem é a ponta afinada e a base QUADRADA, do jeito que cresceu, e isso é muito feio. Então semanalmente é importante dar aquela lixada na base para que ela siga o desenho do corpo. Quanto mais você fizer, mais clínico o seu olho fica, então é questão de tempo até você perceber quando e onde o formato da unha precisa de um retoque. E, quando elas ficarem grandes demais (o que sempre acontece comigo), a unha como um todo fica com um aspecto desengonçado, e quanto maior ela é, fica mais difícil de dar um formato uniforme.

    Quando eu vou simplesmente dar aquela lixada rápida para manter o formato, eu devo demorar no máximo 20 minutos pra fazer tudo. Quando eu vou diminuir o tamanho, é mais de hora só lixando as unhas!

    Pra diminuir não tem segredo: você lixa toda a ponta, deixa ela reta, no estilo coffin nails até o tamanho que você achar melhor, e vai moldando, dessa vez, da ponta até a base. É muito tentador simplesmente cortar a ponta da unha e economizar tempo, mas também é muito mais difícil controlar o quanto do cumprimento você está tirando. Na dúvida, eu  uso a lixa, que aí tenho a liberdade de ir alterando aos poucos até onde eu achar ideal.

    Minhas unhas são fracas/quebram muito, o que fazer?

    A primeira coisa: se você rói as unhas, entenda esse post como o sinal divino que está na hora de parar. Roer as deixa MUITO mais fracas, além de ser um comportamento viciante, então pode esquecer ter unhas longas e saudáveis se você não conseguir tirá-las da boca. Eu roía quando era pequena, e minhas unhas eram frágeis como papel, extremamente quebradiças e super moles. O segredo do stiletto é que as unhas sempre estarão mais longas que a base dos seus dedos, e fazer isso é simplesmente impossível se você roê-las.

    Agora, se as suas unhas só são fracas e quebradiças, talvez seja interessante consultar um dermatologista para ter certeza de que não exista nenhuma vitamina ou coisa do tipo em falta pra você. Mas pode ser, simplesmente, genética. É triste, mas acontece. Nesses casos, existem alguns produtos fortalecedores que realmente podem ajudar, como bases e hidratantes específicos, além de reforços vitamínicos que você aplica nas próprias unhas. Se nada disso der certo, não há vergonha nenhuma em partir pras unhas de gel, que de quebra protegem as unhas de verdade e impede que elas quebrem.

    Como eu cuido:

    Felizmente, as minhas unhas são MUITO fortes, praticamente cascos de cavalo, então eu SÓ corto quando acontece algum perrengue e uma delas acaba quebrando inteira – o que aconteceu  pouquíssimas vezes na minha vida, a última deve ter sido uns 6 meses atrás – ou se por milagre eu quero começar a unha do zero. Como isso raramente acontece, eu fico só com a lixa.

    Eu retoco o formato com a lixa semanalmente, e diminuo o tamanho quando acho necessário. Mantenho-as quase sempre esmaltadas, mas quando tiro o esmalte deixo um a dois dias as unhas respirando sem produto nenhum, só com hidratante para mãos e a cera própria para unhas.

    Aqui você confere tudo o que eu uso pra manutenção das minhas garrinhas:

    unhas stiletto como cuidar

    Brilho Extra da Ideal: eu tenho MUITO problema com bolinhas no esmalte, acredito que porque minhas mãos são muito quentes e transpiram muito. Eu encarei uma verdadeira cruzada atrás de uma solução pra esse problema, e também pra evitar que meu esmalte acorde todo carimbado do lençol quando eu pinto as unhas à noite, e o que eu encontrei foi esse milagre em um vidrinho que é o Brilho Extra de secagem rápida da Ideal. Acreditem quando eu digo que testei TODAS as marcas conhecidas de top coat, inclusive algumas gringas, mas esse da Ideal é o único que me trouxe um resultado 100% MESMO, tanto que é uma marca que eu uso há uns bons sete anos. Ele é super barato, e vendido em três formas diferentes: o brilho transparente, o famoso roxinho e nessa embalagem maior, que é a que eu compro e faço de refil. Ele é de secagem extra rápida, então tem que ter manha na hora de aplicar: eu sempre passo uma camada generosa e limpo os cantinhos imediatamente (se você esperar ele arrasta o esmalte junto), e só limpo com acetona quando ele já secou por completo. Se você economizar na mão, ele pode encolher o esmalte na cutícula, então fica a dica! Ele é o que garante que meu esmalte vai sobreviver à pia cheia de louça, porque ele transforma a tinta em uma verdadeira armadura, que depois de uma semana trinca, mas não descasca.

    Base para unhas: É INDISPENSÁVEL! Esses dias eu não achei a minha e, na pressa, passei esmalte vinho sem ela por baixo. Resultado: minhas unhas ficaram semanas com manchas vermelhas! Qualquer esmalte transparente faz as vezes de base, mas é interessante você procurar as com vitaminas, óleos e fortalecedores. Tem uma base benéfica pra cada tipo de unha, é só procurar a sua! Eu gosto mais das niveladoras, porque minha unha é tão grossa que às vezes fica áspera.

    Cera hidratante da Granado: esse potinho é outro salva vidas que vai comigo pra onde eu for! É outro produto que eu uso religiosamente há anos, e faz uma diferença absurda na saúde das minhas unhas. Ele deixa as cutículas hidratadas e a superfície da unha lisinha, elas ficam saudáveis e lindas sem nem precisar de esmalte. Eu sempre fico um ou dois dias com elas limpas entre uma esmaltação e outra, e nessa época sempre abuso da cera da Granado para mantê-las fortes e bonitas.

    Hidratante para mãos: não vou mentir, eu sou a louca do hidratante, ainda mais porque minha pele é terrivelmente seca! Esse para mãos da Madressenza é uma delícia, super suave, de absorção quase imediata, deixa as mãos macias por muito tempo depois de passar e tem o cheiro de romã mais gostoso da vida inteira. Paguei por volta de R$34,00 no Eataly daqui de São Paulo há meses, uso sempre e não está nem na metade!

    Lixa de unha: já bati bastante nessa tecla, né? Tenha uma sempre por perto.

    Alicate de cutícula: para ter unha stiletto você começa lixando pela base, o que significa que é normal a gente ter pelinhas descolando das laterais da unha, por isso é bom ter sempre um alicate por perto, até pra evitar que você tente arrancar com o dente e termine sem dedo. Eu nunca tive o costume de tirar cutícula, talvez até por isso eu realmente não tenha cutícula nenhuma, então pra mim o alicate só serve pra fazer essa limpeza nos cantos mesmo.

    unhas stiletto sem esmalte

    Minhas unhas limpas, lixadas e hidratadas antes da esmaltação.

    “Não lava uma louça”

    É aí que você se engana! Não só eu lavo louça como também lavo várias roupas no tanque antes de por na máquina, e eu ODEIO luvas de cozinha. É claro que esse tipo de coisa deixa a unha mais frágil, mas cuidando direitinho e usando o que eu sugeri lá em cima, suas unhas correm pouco ou nenhum risco. Afinal de contas a vida é muito curta pra gente deixar de fazer as coisas com medo de arruinar a unha, né?

    “Não combina comigo”

    Bobagem! Se você olhar bem pro formato das minhas unhas nas fotos, vai perceber que elas não são longas e arredondadas na carne, na verdade elas nem têm um formato específico, cada uma é de um jeito. Quando minhas unhas estão curtinhas elas deixam minhas mãos parecendo de criança, e há quem ache que elas ficariam melhor de um jeito mais delicadinho. Mas as unhas stiletto alongam os dedos, e ficam ótimas com qualquer cor ou nail art, além de darem um boost incrível na sua autoconfiança. Não quero ninguém só olhando e passando vontade, porque super vale a pena arriscar, e qualquer um tem estilo o suficiente para adotar as stiletto.

    E podem deixar de lado que esse estilo só fica bom em gente ousada/gótica/insira o adjetivo aqui, que eu garanto que fica bom em todo mundo e a única coisa que importa é você se sentir bem com as suas garrinhas.

    Machuca/demora para se acostumar?

    Não vou mentir: você provavelmente vai se arranhar bastante no começo, principalmente se optar por deixar as pontas bem finas/pontudas (pode perceber nas minhas fotos que eu prefiro deixar as pontas mais arredondadas, sem perder o desenho, é só dar uma lixadinha em cima e pronto). E você obviamente precisa adotar uma série de cuidados pra não sair destruindo tudo e todos por aí, incluindo suas próprias unhas. Eu sei que a gente tende a se sentir invencível com unhas stiletto (Wolverine feelings), mas por experiência própria eu recomendo que você não tente abrir potes e embalagens resistentes usando apenas as unhas, por exemplo. Afinal de contas, elas ainda são apenas unhas, e não garras indestrutíveis de adamantium, seus dedos ainda são absolutamente necessários.

    Porém, é passar um tempo com as unhas compridas que você já não sabe mais viver sem elas, e não é problema se adaptar aos afazeres diários (então não, eu nunca me machuquei tomando banho ou coisas do gênero, e nunca quase arranquei um olho). Lógico que se você colocar aquelas unhas stiletto postiças de 10 centímetros que a gente vê nas fotos das gringas talvez você não consiga fazer algumas coisas básicas, então vamos tentar não adotar o estilo Zé do Caixão, ok? Eu uso as unhas assim há tantos anos que quando preciso cortá-las eu me sinto sem dedos, e aí sim não consigo fazer coisas básicas tipo digitar.

    Eu preciso de inspiração!

    Querida, inspiração é o meu nome do meio! No meu Instagram tem foto das minhas unhas stiletto direto, e a pasta Nails é uma das mais atualizadas do meu Pinterest! Aliás, recomendo fortemente que você me siga nessas duas redes, viu? hehehe.

     

    Compartilhe:
    Comente: