Acompanhe:
Séries

Tem alguém assistindo? – O que eu ando vendo na NETFLIX

Como sempre, a Netflix tem lançado mais coisa do que qualquer um dá conta de acompanhar em dia. Mas, aproveitando meu tempo livre, estou fazendo o máximo possível para não deixar meu Banco de Séries tão endividado. Aqui nesse post a gente confere o que eu vi por último nessa plataforma maravilhosa que (quase) só faz coisa boa.

Desventuras em Série

Reprodução

Essa é uma das coleções que eu mais amo na vida, mesmo AINDA não tendo lido todos os livros. Eu li mais ou menos até a metade quando era mais nova, e já quero correr atrás de conseguir todos os livros para evitar spoilers da série! Eu achei a primeira temporada INCRÍVEL, e não tenho palavras para descrever o quanto Neil Patrick Harris está maravilhoso no papel do Conde Olaf e todas as suas personas. A série manteve super bem o clima desesperador e cheio de humor negro que provavelmente contribuiu muito para a formação da minha personalidade, hehe, então eu chorei de rir a temporada inteira, ainda que eu precise admitir que a trama conseguiu torturar até mesmo o meu pobre coraçãozinho com os vislumbres ilusórios de esperança.

Não lembro dos livros com todos os detalhes, mas tive a impressão de que a série se manteve bem fiel até agora, fazendo um ótimo uso da licença poética e se afastando do original na medida certa pra deixar ainda mais agoniante. A primeira temporada conta a história dos quatro primeiros, na proporção de dois episódios por livro. A segunda temporada pra mim pode vir com força, porque eu estou mega ansiosa!

Girlboss

Reprodução

Vi muita gente reclamando da série e, principalmente, da protagonista, dizendo que ela era um ser humano horrível ou que simplesmente não era cativante. Vou ser do contra dessa vez e dizer que EU AMEI A SOPHIA, GENTE. Tô com o livro aqui, mas ainda não li então não posso comparar a personagem com a original, mas achei a protagonista muito humana, além de ter me encontrado muito no senso de humor dela. A Sophia pra mim não foi nada além de uma garota jovem extremamente realista que, como toda boa Millennial, não está afim de passar o resto da vida em um emprego padrão trancafiada dentro de um escritório ou coisa assim. E, como todo ser humano, ela também dá as mancadas dela, mas (nem como todo ser humano) ela foi madura o suficiente pra voltar atrás quando viu que estava errada mais de uma vez. E eu nem vou falar nada sobre a galera que disse que ela estragou o próprio relacionamento com aquele embuste, porque né, ele fora da vida dela foi a melhor coisa que podia acontecer. Fiquei muito triste pelo cancelamento da série, mas estou morrendo de vontade de conhecer a verdadeira sofia através do livro!

Castlevania

poster castlevania netflix

Reprodução

Como toda boa otaku que cresceu frustrada porque o Cartoon Network não comprava todos os episódios dos animes que exibia (lembra quando Cavaleiros do Zodíaco ou Inu Yasha estavam numa fase super avançada, e aí de repente resetava tudo e voltava pro piloto, sem mostrar como a temporada acabava?), eu torci o nariz quando vi que a Netflix ia produzir “animes americanos”, mas dei uma chance para Castlevania por serem somente 4 episódios. Eu mordi REAL minha língua aqui, porque eles fizeram um trabalho maravilhoso! A animação é ótima (apesar de ainda me parecer errado que o idioma original seja inglês) e, pelo que eu vi, a história é super fiel ao jogo – e fica divertida mesmo pra quem não jogou, tipo eu. Depois dessa, SÓ VEM, Cavaleiros do Zodíaco!

Mindhunter

Reprodução

Já falei dessa série aqui, e provavelmente vou falar de novo no post sobre meus favoritos da Fall Season (maratona que vai muito bem, obrigada). A Netflix simplesmente arrasou na produção do começo ao fim, desde a escolha de atores semelhantes aos seus originais até o desenvolvimento do protagonista, que mudou da água pro vinagre do começo pro fim da temporada. Tudo aconteceu de maneira super equilibrada, embora eu tenha algumas ressalvas sobre as decisões de certos personagens. Me envolvi em vários debates sobre a série assim que terminei o último episódio, e confesso que adorei ver a galera louca do serial killer conversando super empolgada. Lógico, mal posso esperar para a segunda temporada!

The Defenders

Reprodução

Assim… Achei chato? Empaquei bem na metade da temporada e estou há séculos criando estômago pra continuar. Muito triste ver personagens que eu amei tanto como Daredevil e Jessica Jones num ambiente tão bleh. Não assisti Luke Cage e Iron Fist, e honestamente nem sei se vou, a menos é claro que alguém apareça aqui nos comentários com ótimos argumentos pra me convencer do contrário! Honestamente, minha última esperança pras séries Marvel + Netflix é The Punisher, que estreou esses dias e tem me feito repetir o mantra incessantemente: please don’t suck please don’t suck PLEASE DON’T SUCK. Sem pressão, Frank.

E vocês, o que andam vendo de bom nessa maravilha que é a Netflix? Me recomendem coisas bacanas nos comentários!

 

Compartilhe:
Comente:
Post Anterior

Você também pode gostar de:

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta