Acompanhe:
Geek

[Blogueiros Geeks] 3 amores platônicos

O pessoal do Blogueiros Geeks adora acabar com a minha graça, né? Um dos temas da blogagem coletiva de abril é citar três amores platônicos, o que pra gente que nem eu, de coração aberto, é uma dificuldade absurda! A real é que eu só considero o anime/filme/série/livro/qualquer coisa bom se um dos personagens roubar o meu coração! E aí vocês aparecem e querem que eu cite apenas três? Socorro!

Pra esse post ser sincero ele precisa ser absolutamente setorizado: amores platônicos de séries, de livros, de bandas, de jogos, de animes, de filmes, amores platônicos personagens e amores platônicos atores e por aí vai. Então se eu conseguir terminar esse post falando só de três, vai ser uma vitória gigante.

Thane Krios, de Mass Effect

Reprodução

Reprodução

Ele é um alien? Sim. Ele é verde e um tanto quanto reptiliano? Pode apostar. Ele me fez chorar por mais de três horas seguidas porque um jogo de aventura espacial de repente virou uma tragédia romântica? COM CERTEZA. De verdade, eu não acho que qualquer outro personagem vai me fazer sofrer e me marcar tanto quanto ele num relacionamento com a Shepard. Não basta ele ser absolutamente cool, e um dos personagens mais fierce com a história mais legal; ele ainda senta de frente pra ela e eles discutem os mistérios do Universo de mãos dadas, refletindo sobre filosofia e religião e ele deu um apelido fofinho pra ela. Depois desse jogo, durante muito tempo eu quase chorava quando o Euclides, de brincadeira, me chamava de Siha. Quem é Garrus na fila do pão, minha gente? Jamais superarei Thane Krios, ADEUS.

Loki (ou seu disfarce humano Tom Hiddleston)

Reprodução

Reprodução

Rolou uma votação aqui em casa e o Tom ganhou como ser humano mais adorável que já caminhou por essa terra com 140% dos votos. Não tem como não amar esse cara, e como eu o conheci pelo papel de Loki nos filmes da Marvel, o personagem virou meu queridinho desde então. É aquela velha história: take a brit and dye him black. Dá sempre certo. Depois disso, qualquer vislumbre dessa carinha de quem caiu do caminhão de mudança já me deixa naquele surto de Felícia, porque é tão fofinho que eu tenho vontade de quebrar em dois pra ter mais dele pra amar.

Reprodução

Reprodução

Terrance Zdunich

Reprodução

Reprodução

Eu desafio qualquer uma a ouvir esse cara cantando e não terminar morta e enterrada sem nem saber onde está. Ele é a mente por trás do musical cyberpunk mais incrível de todos os tempos: Repo! The Genetic Opera, e pelo musical em série The Devil’s Carnival, além de estar atualmente com um projeto em andamento chamado American Murder Song. Tudo o que esse cara produz é incrível e, se ele cantar no meio, eu vou correndo e me jogo sem nem pensar. A voz é tão boa que eu ignoro até a pira por baratas que ele tem. O coração é capaz desses esforços. Não preciso nem saber o signo pra ver se combina com o meu, só quero que ele cante e cante e cante e nunca pare de cantar.

E, para não ser injusta, ficam aqui as minhas menções honrosas, que têm lugar fixo no meu coraçãozinho, que, como deu pra ver, sempre tem espaço pra mais um.
(Observação: esse post me fez perceber que rola um padrão de paixão platônica por personagem que usa chapéu… Felizmente, amor de fangirl não se julga).

picmonkey-collage1picmonkey-collage2picmonkey-collage-3

Garanto que se eu parar pra pensar mais um pouquinho eu ainda enfio mais gente nessa lista. É isso aí, minha gente, eu sou só amor e não me arrependo de nada.

blogueiros geeks

Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

12 Comentários

  • Responder Carol Naves

    QUE BLOGAGEM INCRÍÍÍÍVEL!! *—*
    MDS! Que grupo é esse?? Mim adotem PUFAVÔ!!! DDD:
    Alan Rickman é meu divo! Sofri muito quando ele morreu. Ainda tá difícil lidar com a perda (ontem até chorei assistindo Duro de Matar) Sdds Snape, Marvin, Juiz Turpin, Hans Gruper e tantos outros personagens incríveis que ele fez *nostalgia* T.T
    Meus crushs favoritos são todos britanicos (eles são lindos e xeroços, fazer o que?) e maioria esteve em Doctor Who. É impossível citar apenas 3, já que minha vida é regida por crushs nerds DDD:
    Ah, e concordo com você, Tom é magnifico, prfv ergam uma estátua p/ esse ôme, JÀ! XDD
    Bjooo :**
    Nerd de Pijama

    25 de Abril de 2016 às 18:38
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    Blogueiros Geeks é alegria, Blogueiros Geeks é curtição, Blogueiros Geeks é amor! HAHAHA
    Gente, eu acho que o Snape foi um dos meus crushs mais dolorosos, porque eu sou hipster e meu santo bateu com o dele desde o primeiro livro/filme (principalmente filme, porque SENHOR, que homem era aquele). E aí, resultado: eu era a criança estranha que curtia o cara que era mau e não gostava do Nosso-Senhor-Todo-Poderoso-Potter D:
    E eu juro, acho que se o Tom brotasse aqui na minha frente de braços abertos pra ser abraçado eu ia, sei lá, derreter, cair no chão e começar a chorar, porque eu não consigo raciocinar com a existência desse homem maravilhoso. Socorr

    26 de Abril de 2016 às 01:18
  • Responder vintagepri

    É tão bom ser fangirl, apesar do tanto que a gente sofre, sem falar no esforço que é acompanhar esses amores! kkkkk
    Eu também citei meus amores platônicos, e tô vendo que temos alguns em comum! =D …Depp, Tom, Lestat, Darcy…etc! Coração de fangirl é igual de mãe, sempre cabe mais um!

    Beijos,
    Pri
    vintage.blogspot.com

    Beijos,
    Pri
    vintage.blogspot.com

    26 de Abril de 2016 às 19:49
  • Responder Ruh Dias

    Gente, escolher só três amores platônicos é muito cruel para o coração de uma garota nerd! Gostei das suas escolhas, embora não conheça 2/3 da lista, mas achei as descrições interessantes. E como não gostar do Loki!? <3

    Eu escolheria, com muita dor por deixar outros de lado: Roland da série "A Torre Negra" do Stephen King, o Kelsier da série "Mistborn" de Brandon Sanderson e o Doctor – de preferência como David Tennant, mas se vier de Math Smith aceito tmb que não sou besta.

    Bjs, Má!

    Ruh Dias
    perplexidadesilencio.blogspot.com

    26 de Abril de 2016 às 19:49
  • Responder Inajara

    Aí, como sofro com essa barra de gostar dos personagens do Tom Hiddleston!!! Kkkkkkkkk
    Belo post <3

    http://vintageandgeek.blogspot.com.br/?m=0

    29 de Abril de 2016 às 21:52
  • Responder Izabella cordeiro

    Adorei seu post cara!
    Estou rindo tanto vendo os amores platônicos do pessoal e eu adorei os seus, também tive muita dificuldade para montar o meu, pois escolher somente tres é quase impossível! Só dos livros que leio já tem monte de amores, a cada dia que o passo eu vou me apaixonado.
    Ainda tem aqueles que aparecem na tv e roubam nossos corações, o Tom roubou o meu quando fez o Loki, que sorriso, que olhar!

    http://izcordeiro.blogspot.com.br/2016/04/blogueiros-geeks-3-amores-platonicos.html

    29 de Abril de 2016 às 21:52
  • Responder Bruna Both

    Eu tenho paixão platônica por esses atores de cara fechada, cabelos mais compridos e que fumam (alguma parte de mim acha fumantes sexy)… Sabe aquele perfil boêmio típico? Então, caio de amores!
    Tom Hiddleston é para derrubar as estruturas de todo ser humano, aquilo lá é um Deus mesmo! *-*

    3 de Maio de 2016 às 01:07
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    Eu ainda não li A Torre Negra, acredita? A maioria dos meus crushs são de anime, e geralmente são os personagens mais subestimados do mundo. Aquele cara X que só apareceu em uma cena? CRUSH.

    9 de Maio de 2016 às 02:52
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    A gente sofre, mas a gente nunca aprende e a gente segue amando <3 HAHAHA

    9 de Maio de 2016 às 02:52
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    É sofrências atrás de sofrência, fala sério. Jamais superarei Loki e jamais superarei Adam. Até evito ver os trabalhos novos dele com muito desespero porque sei que vou sofrer de novo.

    9 de Maio de 2016 às 02:54
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    Eu nem foquei em crushs de livro, porque sempre me apaixono pelos personagens que nem têm fanart, de tão anônimos que são. Ou então shippo uns casais absurdos e muito nada a ver, mas que no meu coraçãozinho dão tão certo! <3

    9 de Maio de 2016 às 02:56
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    Cara, eu te entendo TANTO. Também caio de amores por personagens nesse estilo. Ainda mais se for vilão, anti-herói ou basicamente um escrotinho. Dou graças porque minhas preferências pra ser fangirl em cima não refletem nas minhas preferências pra relacionamentos reais, senão eu estaria ferradíssima! hahaha

    9 de Maio de 2016 às 02:58
  • Deixe uma Resposta