Acompanhe:
52 semanas TAG

[52 semanas] Semana 30: Fico impaciente com pessoas que…

Reprodução

Reprodução

Demoram para tomar atitudes

Se uma pessoa me aparece com um problema, eu vou realmente parar o que estou fazendo para procurar uma solução. Não importa se é um problema prático ou algo emocional, empírico, espiritual etc. Eu vou pedir mais informações, encher a pessoa de perguntas e apresentar todas as soluções que eu conseguir encontrar. Eu obviamente não vou obrigar a pessoa a seguir pelo caminho que eu indiquei, mas eu vou ter certeza de ter ajudado de todas as formas que eu puder…

… E aí passam três dias, semanas ou meses e a pessoa volta pra mim de novo, chorando pelo mesmo problema, pelo qual ela não fez absolutamente nada para solucionar. Aí fica bem claro que a pessoa nunca precisou de uma solução, ela só queria alguém para ouvi-la bitching about something, e eu não tenho paciência com essas pessoas. Não vou gastar meu tempo com pessoas que cultivam problemas de estimação enquanto tem gente que realmente precisa de um ombro amigo por aí.

(Como tirar a Marcela completamente do sério em três passos simples: apareça pedindo conselhos sobre um problema. Escute todos os conselhos que eu tenho pra te dar e faça a conversa durar por HORAS e, por fim diga, “eu já sei de tudo isso que você me falou”. Se você fizer isso comigo, eu recomendo dormir de porta trancada nesse dia).

Querem sempre ser o centro das atenções
Todo mundo conhece pelo menos uma pessoa que, ao invés de tentar interagir no assunto do momento, tenta chamar a atenção de todo mundo para um assunto inteiramente novo que é… Ela. Imagina a cena: você e outras dez pessoas estão absolutamente fritando em um assunto mega polêmico em um grupo ou post e, de repente, surge uma pessoa postando uma foto de si mesma na conversa e perguntando “esse vestido me deixa gorda?”. Isso aconteceu uma vez? Beleza, mas sempre fica um pouco chato. E é nessa parte que você me diz “ah, é só ignorar”, mas cara, ignorar não vai fazer parar de existir, e eu não tenho paciência pra existência dessas pessoas.

Gente que conversa por preços
A pessoa abre a boca e você se sente num livro tipo Psicopata Americano. Ela só vem falar com você pra compartilhar alguma coisa cara ou exclusiva que ela viu, comprou, foi ou fez. De preferência algo que ela sabe que você queria fazer. A pessoa que só se sente bem pensando que as outras pessoas sentem inveja dela, conhece alguém assim? O mais aterrorizador é que não é nem de propósito, ela simplesmente funciona desse jeito.

Você nunca consegue falar de uma série, filme ou livro com essa pessoa, porque ela está sempre ocupada demais viajando e torrando dinheiro dos pais em coisas inúteis que ficam bem na foto. Uma conversa sobre o sexo dos anjos com esse tipo de gente só rende se você convencê-la de que um dos anjos usava Louboutins.

Gente que dá spoilers
MORRAM.

Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

6 Comentários

  • Responder Clayci

    Eu consegui enxergar uma única pessoa com todos esse defeitos, como faz amiga?
    que ódio ahuiahuiahiuah

    http://www.saidaminhalente.com

    21 de junho de 2016 às 01:34
  • Responder Cíntia de Melo

    Gente que conversa por preços. Adorei essa definição e to contigo.
    Eu fico muito impaciente com pessoas folgadas também! afe quero morrer com gente assim.
    beijos Ma

    21 de junho de 2016 às 01:34
  • Responder A Bela, não a Fera

    Últimamente, as pessoas estão com etiquetas de preço por todo o corpo. Fora a ideia de carregar marcas e fazer propagandas gratuitas xD Como lidar?
    | A Bela, não a Fera| | Coisas diferentes nas casas da Finlândia|| FB Page A Bela, não a Fera|

    22 de junho de 2016 às 22:03
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    GENTE FOLGADA. Mano, pelo amor de deus, esse povo que se deixar não anda nem com as próprias pernas D: quero morrer +1

    25 de junho de 2016 às 17:05
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    INTERVENTION NEEDED!hahahah

    25 de junho de 2016 às 17:06
  • Responder Marcela Fabreti de Oliveira

    A gente não lida, a gente chuta a pessoa ladeira abaixo e nunca mais escuta falar sobre 😀 😀 😀

    25 de junho de 2016 às 17:06
  • Deixe uma Resposta