Acompanhe:
Séries

Domingo com D de Daredevil

tumblr_nn2x5pkwh71sq21hho1_540
Também conhecido como o dia em que eu não estudei absolutamente nada do que eu deveria, mas também poupei meu fígado e minha coluna porque não tenho pique pros Jogos Jurídicos da faculdade (deusmelivre). Vamos combinar: não é todo dia que um feriado desses me aparece, e com toda a rotina de faculdade + estudo + academia + estágio que me aguarda, provavelmente esse vai ser um dos últimos. – E nesse momento eu paro de escrever e começo a chorar.

Então, sim, ontem foi o domingo perfeito para colocar a maior, mais larga e mais confortável camiseta do guarda-roupas do namorado, me enrolar no edredom, aproveitar o Netflix e maratonar o que faltava da primeira temporada de Marvel’s Daredevil.

tumblr_nmxduibGrH1u3bhkao1_540
Agora, deixa eu te contar, a Netflix provavelmente está planejando dominar o mundo do entretenimento, e eu, como uma boa maníaca das séries, não poderia dar mais apoio. Essa ideia de fazer séries originais já começou dando certo (hands down: House of Cards), e agora que eles estão juntando o talento natural aos bons contatos, impossível dar errado. Porque sim, eles se juntaram com a Marvel, que resolveu deixar de lado o ar de “entretenimento infanto-juvenil” que estava impregnando os filmes (e isso nem é crítica, os filmes da Marvel tem um lugar muito especial no meu coraçãozinho), e abraçou a natureza pura, simples e violenta dos quadrinhos sobre o advogado cego metido a justiceiro de Hell’s Kitchen.

(Pausa: eu joguei “Hell’s Kitchen” no Google e, sim, esse lugar existe e o nome é um apelido. Ainda assim, não parece uma região muito amigável. E não, eu não sabia disso, me julguem). 

Enfim, eu não pretendo aqui resumir a temporada pra vocês ou coisa assim. Tenho a impressão de que todo mundo assistiu ou está assistindo essa série, e tive muito inveja das pessoas que conseguiram maratonar a temporada inteira no dia do lançamento. Os que ainda não viram provavelmente viram o filme em alguma Sessão da Tarde ou coisa que o valha, ou pelo menos conhecem a história e o estilo dos quadrinhos. O que eu planejo é apontar o por quê de, na minha opinião, a série ser incrível… E alguns pequenos tropeços do roteirista, porque ninguém é perfeito.

Para quem não sabe, a série é sobre a Karen, interpretada pela Debora Ann Woll, que é a mais linda, mais incrível e melhor secretária de escritório de advocacia de todos os tempos. É isso, fim do post.

Ok, talvez não.
E pra começar ela está ~loira~ nessa série. COMO VOCÊS OUSAM?

Posso dizer com segurança que esse foi o primeiro detalhe da série que quebrou meu coração em pedacinhos bem pequenininhos. E, por mais que eu odeie admitir, ela nem é o personagem mais carismático que tem por ali, ah não. O Foggy deu um chega-pra-lá violento em todo mundo que lutou por esse título.
Mas o que realmente me ganhou na série foi todo o arco dos vilões. Eu não vou listar e caracterizar todos eles, é claro. Só vou apontar o óbvio de que o Wesley é o segundo advogado mais legal de todos os tempos (depois do Foggy) e que PELO AMOR O QUE É O VINCENT D’ONOFRIO COMO FISK? Alguém dê um prêmio pra esse homem. Agora. Agora mesmo. Não tem problema, eu espero.

tumblr_nn2ssw9AfB1rz64nto10_540
Eu poderia muito bem fazer um post inteiro só sobre como a atuação dele na série foi ridiculamente genial, e como o Kingpin ficou assustadoramente humano na mão dele, então ao mesmo tempo em que eu teria muito receio de sequer apertar a mão desse cara, eu tenho vontade de espremer as bochechas dele e convidá-lo para a minha ceia de Natal. E, infelizmente, aqui abre espaço pra eu comentar o primeiro contra forte dessa temporada:
Eu sei que o Fisk é o rei do crime, bam-bam-bam da máfia, que tem todo mundo comendo na palma da mão dele, dinheiro infinito e quer “salvar a cidade”, mas… O que exatamente esse cara faz? Não não não, é sério! O que ele faz? Qual é o plano de ação dele? Como exatamente ele quer melhorar a cidade e transformar Hell’s Kitchen num lugar que de ameaçador só tenha o nome? COMO DIABOS ELE CONSEGUIU CONTROLAR TODAS AS MÁFIAS AO REDOR?  Então, sim, eles conseguiram o melhor ator possível da História para fazer o personagem, eles deram um passado bastante consistente para ele e… Simplesmente não pensaram no “agora”. Eu nem posso dizer que ele é um cara “do mal”, mas eu também não posso dizer o que diabos esse antílope estupidamente bem vestido estava planejando.
E agora vamos falar do herói, porque né, ele tá até no título da série e eu ainda nem lembrei dele por aqui.
tumblr_nn3vnsUBM71qb1eb9o7_500
Como advogado em início de carreira, Matt Murdock é uma graça. Ele é esforçado, centrado, super bem humorado, enfim, um fofo. E a gente super aceita que ele até agora só teve um ou dois clientes, porque começo de carreira é difícil, é sofrido, é ingrato. Eu te entendo. Mas também espero muito ver mais dele como abacate advogado nas próximas temporadas. Não sei se isso é mal de estudante de Direito ou se eu só quero que eles valorizem mais esse lado do personagem também.
tumblr_nn485sHqI11rjh2ymo3_500
Como herói, eu posso garantir que a série começou muito bem. A primeira sequência de luta, ele contra uns trinta caras, foi incrível e dava pra ver bem que ele não é um “super”-herói e que, apesar de ele ter os sentidos super aguçados e uma ótima noção de espaço, a cegueira é, sim, um ponto fraco, então ele precisa fazer movimentos super elaborados e cansativos pra garantir o mesmo efeito que um chute bem direcionado teria. Infelizmente, conforme a série vai avançando isso acaba se perdendo um pouco, e a pessoa responsável pelas sequências de luta meio que deixou de lado o “detalhe” de que ei, o Demolidor é cego e, sobretudo, humano (episódios 5 e 6, eu estou olhando diretamente para vocês). É lógico que ver cenas de luta cheias de ação e etecétera é divertido, mas eu sou uma garota que prefere a congruência do roteiro, obrigada.
Felizmente isso vai se resolvendo aos poucos, a partir do episódio 7 eu já tinha perdoado quase completamente esse detalhe (mas segui me irritando com o fato de que “tempo de recuperação médica” para Matt Murdock SIMPLESMENTE NÃO EXISTE. Juro por Deus que não sei como, ao final de 13 episódios, esse coitado ainda conseguia andar. Mas tudo bem, tudo bem, quem ama perdoa). E eu também não vou citar o fato de que, ao fim de 13 episódios, aproximadamente 257 bengalas para cegos foram compradas e atiradas em latões de lixo logo em seguida.
tumblr_nn2si0JBKD1qhqk7jo1_500
Mas, no fim do dia, eu ainda mal posso esperar pras próximas temporadas. Muita gente que eu amava morreu (COMO SEMPRE), muita gente que eu amava mais ainda segue vivo ou está por vir, muita gente que eu amo odiar é bom voltar com algumas (ou várias) explicações e plots bem elaborados e pelo amor de Deus ninguém me segura no arco da Elektra.
Compartilhe:
Comente:
Post Anterior Próximo Post

Você também pode gostar de:

Nenhum Comentário

Deixe uma Resposta